Como calcular o OEE (Overall Equipment Effectiveness)?

OEE (Overall Equipment Effectiveness) ou Eficiência global de equipamentos é um dos mais importantes índices utilizados para medir a produtividade industrial. O OEE foi desenvolvido pela Japan Institute of Plant Maintenance (JIPM), que buscava um índice capaz de mensurar a

eficiência das máquinas e que servisse de referência para avaliar se uma máquina está funcionando perfeitamente (manutenção, quebra ou parada). O OEE pode medir a eficiência de uma máquina, um conjunto de máquinas, uma linha de produção e também de uma planta de produção inteira.

O OEE analisa 3 características: DISPONIBILIDADE, PERFORMANCE E QUALIDADE e para medir a produtividade é preciso fazer o cálculo:

DISPONIBILIDADE X PERFORMANCE X QUALIDADE= ÍNDICE OEE

Vamos analisar cada item individualmente:

  1. Disponibilidade – Qual é a taxa de uso do equipamento?

Exemplo.: Uma máquina tem disponível 10 horas de trabalho por dia. Porém, alguns fatores interferem e fazem com que ela trabalhe efetivamente apenas 8 horas por dia. Logo, a taxa de uso desta máquina é de 80%.

As principais paradas que diminuem a taxa de uso da máquina são:

  • Setup;
  • Quebra;
  • Ociosidade;
  • Falta de matéria prima;
  • Falta do programa CNC;
  • Falta de dispositivo;
  • Falta de ferramenta;
  • Falta de operador;
  • Manutenção corretiva;
  • Manutenção preventiva.
  1. Performance – Capacidade de produzir dentro do tempo previsto.

Ex.: A expectativa é de produzir 1 peça em uma hora (performance 100%). Se a máquina demorou 2 horas para produzir esta peça, a performance será de 50%.

Os principais motivos de redução de performance são:

  • Pequenas/micro paradas;
  • Queda de velocidade;
  • Potenciômetro da máquina;
  • Vibração;
  • Operador;
  • Ferramentas não adequadas/ desgastadas;
  • Dispositivo inadequado.

Muitas vezes as perdas de performance não são perceptíveis visualmente, pois podem haver pequenas variações de ritmo durante o processo.

  1. Qualidade – Quantos produtos foram produzidos em conformidade?

Ex.: Se a máquina produziu 100 peças, mas 2 peças saíram defeituosas, o índice de qualidade é de 98%.

As principais perdas de qualidade são:

– Refugo;

– Retrabalho.

Como calcular o OEE?

Para chegar no índice OEE é preciso fazer o seguinte cálculo:

O produto destes três indicadores é o OEE da máquina.

Referência: Quanto mais próximo de 100%, significa que mais eficiente a máquina é.

Note que entre o tempo disponível para a produção e os produtos bons há uma grande diferença que corresponde a todas as perdas durante o processo. Com este gráfico fica nítido o quanto é perdido e a diferença entre o real e o ideal. Todos estes fatores que influenciam a disponibilidade, performance e qualidade interferem diretamente na capacidade produtiva e no faturamento da empresa.

Analisando os índices separadamente eles parecem razoavelmente positivos, porém, o resultado final não é satisfatório. O cenário pode ser avaliado de uma perspectiva melhor se pensarmos que há muito o que melhorar, ou seja, ainda há muito a ser feito e que influenciará diretamente na produtividade da sua empresa.

VOCÊ SABIA QUE 1% DE OEE CORRESPONDE DE 3 a 7% DO LUCRO LÍQUIDO?

O JIPM criou o conceito “World Class OEE” para classificar as plantas mais produtivas, com índice OEE igual ou acima de 85%, resultado de muito trabalho e melhoria contínua.

A referência “World Class OEE” deve ser a sua meta, pois quanto mais próximo destes índices, melhor será o resultado da sua empresa.

Abaixo segue a comparação do índice OEE das industrias Brasileiras, do mundo e as plantas World Class.

Quer melhorar o OEE da sua empresa? Em breve um novo artigo!